jusbrasil.com.br
27 de Outubro de 2020

Você também tem essa dúvida?

Lelyan Guimarães Amancio, Advogado
ano passado

Doutora, socorro! Tenho vários problemas com a mãe/pai do (a) meu filho (a)... por vezes nem consigo vê-lo (a) ou tenho acesso restrito, mas não sei se devo entrar com processo para regularizar a convivência, pois tenho medo de transformar o que já está ruim em algo muito pior, o que eu faço?

(chicote do amor com a resposta 🙈👇🏼)

Olha, se você está enfrentando problemas para conviver com seu (a) filho (a) e ainda não tem nada definido na justiça, você tem duas alternativas. ❤

A primeira é assumir a sua cota de responsabilidade, indo à justiça já que você considera que algo está desalinhado ou precisa melhorar.

A segunda alternativa e deixar que as coisas continuem como estão, e aí você permanece repousando em berço esplêndido, #soquenao, nas mãos do outro, até o outro decida que para comodidade e conveniência dele, que algo vai mudar.

Perceba que em nenhumas das situações o negócio vai ser “bolinho"pra você, mas faz parte, não é pra ninguém, nem pra quem, hoje,"está te causando problema".

Pensa comigo! Problema, ela (a pessoa) já está causando e se tiver que continuar, vai continuar de qualquer jeito, com ou sem processo ... Não procurar a justiça por medo de piorar as coisas e deixar de exigir o cumprimento do que é direito seu e do (a) filho (a) de vocês só vai te manter nesse limbo de raiva e ansiedade e nem de longe vai ser a solução.

O que você precisa é avaliar qual das duas situações, para a sua realidade e para o tipo de vida que você quer levar, te parece mais atrativa. A primeira onde você assume e arca com as suas responsabilidades (se você está aqui me parecer que é isso que quer) ou a segunda onde você foca no problema enquanto foge da solução e permanece reclamando que o outro" dá trabalho ".

A escolha é sua.

E aí, me conta qual a sua situação?! Conhece alguém que tem essa mesma dúvida? Marca ela aqui nos comentários ou envia esse post.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)